Parceira do Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre (SINDIHOSPA), a primeira edição da Geronto Fair aponta mais um horizonte para a promotora Merkator Feiras e Eventos que viu na feira um núcleo de expansão para outros negócios. “A nova rede de relacionamento, as informações diferenciadas deste segmento tão amplo quanto da terceira idade nos possibilitaram a oportunidade de ampliar a nossa visão de mercado e ter a certeza de que ainda há muito para empreender”, diz Frederico Pletsch, diretor da empresa. 

 

Em três dias, do primeiro evento nacional que discutiu a longevidade e a qualidade de vida para as pessoas 60+ circularam pelos pavilhões do Serra Park, em Gramado (RS), cientistas, médicos, profissionais liberais, profissionais de residenciais geriátricos e hospitalares, e empreendedores que vieram em busca de novidades para parcerias ou para construir novas empresas para este segmento. 
 
Coordenador do Núcleo de Residenciais Geriátricos do SINDIHOSPA em palestra na feira
 
“Salientamos que a grade de palestras, construída com os nossos parceiros, foi fundamental para o sucesso do evento. Eles nos auxiliaram nos conteúdos e na divulgação deste primeiro evento, abrindo os braços da nossa promotora”, enfatiza Pletsch. Ele complementa que junto com os parceiros foi desenhada uma alteração no calendário da feira, mudando os dias da semana da próxima edição. Será mantido o período de três dias do evento, mas alterando os dias da semana, será de quinta-feira a sábado, “o que irá auxiliar no aumento dos nossos visitantes profissionais”.
 
Em palestra no auditório +Saúde da Geronto Fair, o médico João Senger, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Secção RS, conta sobre os reflexos do crescimento da população idosa no Brasil. O médico diz que por dia cerca de 10 mil pessoas fazem 65 anos – e que isso deve continuar por mais 20 anos. O envelhecimento no Brasil está crescendo e em 2050, o país terá cerca de 29,7% da parcela populacional de idosos. Salientou também que a prevalência de demência e diabetes entre os idosos pode crescer ainda mais até 2030. 
 
Em outra palestra, Luciano Oliveira, enfermeiro do Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, abordou o tema da desospitalização. Recomendou que ela seja breve sempre que possível, em muitos casos, antes mesmo do processo da cura. Porém, salientou que deva existir uma conscientização do paciente e da família para cuidados específicos para uma alta segura e confortável. “Se isto não ocorrer pode haver novas internações”, alertou o enfermeiro.
 
O SINDIHOSPA renovou a parceria para a próxima edição da Geronto Fair no Rio Grande do Sul, que deve acontecer de 12 a 14 de setembro de 2019.
 
Fechar Menu